Clinica Veterinária Clinical Pets - Ozonioterapia e Neurologia Veterinária

Av. Conde Francisco Matarazzo 615 . Bairro Fundação .

São Caetano do Sul - SP

Orgulhosamente administrado por Análise Criativa Social Mídia

ESPECIALIDADES :

 

Neurologia: Neurologia é a especialidade médica que trata dos distúrbios estruturais do sistema nervoso. Especificamente, ela lida com o diagnóstico e tratamento de todas as categorias de doenças que envolvem os sistemas nervoso central, periférico e autônomo, incluindo os seus revestimentos, vasos sanguíneos, e todos os tecidos efetores, como os músculos.

Com o progressivo envelhecimento de nossos animaizinhos, é cada vez mais frequentes as queixas de distúrbios mentais e de acidente vascular cerebral, formações tumorais, além de alterações que podem surgir no animal em qualquer idade (ás vezes até nos mais jovens), como as síndromes vestibulares, convulsão, epilepsia, hidrocefalia, síndrome da disfunção cognitiva, alterações na coluna vertebral, alterações metabólicas com repercussão neurológica e alterações musculares.

Nós sempre tivemos em mente que as oportunidades de crescimento devem ser iguais para todos. Neste sentido, destacamos a preocupação em melhorar o padrão de atendimento médico e trabalhar em parceria com colegas médicos veterinários.

(veja no  link casos clinicos  e veja casos em neurologia).

A Clinical Pets, localizada em São Caetano do Sul, dentro do Estado de São Paulo, dispõe de NEUROLOGIA e OZONIOTERAPIA para oferecer essas duas alternativas de tratamento aos pets da cidade e região.

 

 

Ozonioterapia: A Ozonioterapia é reconhecida pelo Ministério da Saúde na Alemanha, Itália e em outros 16 países. Cuba conta com 35 Centros Clínicos de Ozonioterapia e na Rússia é utilizada em todos os Hospitais Governamentais.

Atualmente, aproximadamente 10.000 médicos utilizam este método na Europa. A concentração da mistura de ozônio e oxigênio possui propriedades bactericidas, fungicidas e virostáticas, por isso é largamente utilizada para tratamento de feridas infectadas, assim como doenças causadas por vírus e bactérias. Sua propriedade de estimular a circulação é usada no tratamento de doenças circulatórias.

 

Quando utilizado em baixas concentrações, a resistência do organismo é mobilizada, ou seja, o ozônio ativa o sistema imunológico. Através do ozônio, as células imunológicas do corpo produzem "mensageiros" chamados citocinas (incluindo mediadores importantes como interferons e interleucinas); estas informam outras células imunológicas, ativando a cascata imunológica. Além de estimular os sistemas antioxidantes endógenos o ozônio tem vários outros efeitos interessantes. Ele é um potente vasodilatador e melhora a curva de dissociação da hemoglobina com o oxigênio, melhorando a oxigenação tecidual.

Graças as propriedades seletivas, o ozônio médico é utilizado em diferentes campos:

- Tratamento de doenças de ordem circulatórias, inclusive geriatria;

- Tratamento de doenças produzidas por vírus, como gastroenterites, úlceras gástricas , cinomose, parvovírus e etc;

- Tratamento de feridas e processos inflamatórios, úlceras abertas na pele, inflamações intestinais como colites, queimaduras, feridas infectadas, piodermites, infecções urinárias, infecções por fungos e outras;

- Condições inflamatórias, reumáticas, artrite, artrose, hérnias de disco, osteófitos (bico de papagaio), osteomielite e outras.

   As melhores respostas ainda é em alterações de pele (queimaduras, dermatopatias, cicatrização), alterações virais (cinomose ) e colites. Porém oferece bons resultados para a coluna, hérnia de discos e contraturas musculares.

Dependendo da doença a ser tratada, a forma como se aplica o ozônio ao paciente pode variar muito. Muitas são as vias e maneiras possíveis. Somente a inalação do ozônio é que precisa sempre ser evitada. A terapia com o ozônio é praticamente isenta de efeitos colaterais indesejáveis, e há apenas algumas poucas situações em que ela não pode ser empregada. No entanto, além dela requerer equipamento médico específico, é preciso que se domine perfeitamente a técnica correta, e que se tenha noção exata das quantidades e das concentrações de ozônio a serem utilizadas, para que se obtenha os melhores resultados possíveis.

 

Rx de um paciente com subluxação de coluna

RM de um paciente com subluxação de coluna

Rx do pós cirurgico .

Aplicação de ozonio paravertebral (paciente com discopatia e polimiosite)

aplicação de ozonio .Autohemoterapia menor(paciente com infecção pos cirurgica)

Insuflação de ozonio em conduto auditivo (paciente com otite crônica)

Aplicação de ozonio "bag" (paciente com piodermite secundaria a penfigo)

Limpeza de tartaro com agua ozonizada.